Por mais que o administrador planeje um fluxo de caixa com um capital de giro, não imaginaríamos entrar em uma pandemia mundial que tem feito organizações do mundo todo se desdobrarem para proteger seus funcionários, entender os riscos para os negócios e de gerenciar as interrupções na cadeia de suprimentos causadas pelos esforços para conter a disseminação do COVID-19.

É aí que nos damos conta que o capital de giro não vai ser suficiente para cobrir os gastos e temos que entrar com o Fluxo de Caixa Provisionado, onde a empresa tem que se basear na avaliação patrimonial que tem por objetivo cobrir os custos ou despesas que estão por vir e o quando será desembolsado a longo prazo, débitos estes que estão no cotidiano da empresa mensalmente que são cobertos pelo fluxo de caixa e capital de giro em períodos normais, mas estão entrando no fluxo e caixa provisionado por conta da baixa movimentação do comercio.

Mas existem algumas saídas que a sua empresa possa se planejar para quitar essas pendências nesse período de crise sem medo ou a falta de compreensão de seu próprio fluxo de caixa, para que assim, com a ajuda do fluxo caixa de provisionamento a empresa pode voltar a gerar riqueza, entre em contato conosco que possuímos aconselhamento profissional e especializado para a sua empresa e teremos o prazer em ajudar.