Plano Mais – Gestão financeira empresarial em 2022

Um novo ano se aproxima e, junto com ele, vem a esperança. As empresas têm passado por momentos difíceis desde o começo da pandemia, em 2020. Agora, com a avanço da vacinação contra a Covid-19 e com a gradual retomada da economia, a tendência é que tudo melhore. Porém, os empresários também devem estar preparados para desafios.

O economista José Roberto Mendonça de Barros e Carlos Melles, presidente do Sebrae, deixaram claro, em um debate online promovido pelo Jornal Valor Econômico, que existe uma tendência de crescimento, mas o cenário para 2022 ainda é de cautela.

A gestão financeira, que sempre foi importante, entra nesse cenário como peça fundamental para que os negócios fiquem firmes. Afinal, ela é a grande responsável pela saúde das empresas. Então, esse é o momento de sentar e planejar o próximo ano!

De acordo com Ricardo Pinto, CFO da Etna, em entrevista para a ANEFAC, já era difícil praticar o orçamento, o planejamento e a previsão com precisão num ambiente em condições normais, e agora com uma situação imprevisível e em evolução, é preciso reavaliar rapidamente os impactos no planejamento de receita, custos, produção, número de funcionários e desempenho geral dos negócios na empresa.

Na entrevista, Ricardo também deixa claro que para elaborar esse planejamento e manter uma boa gestão em 2022, é preciso pensar no ambiente externo, como o mercado de atuação e a macroeconomia, além do ambiente interno:

- Avaliar detalhadamente todos os recursos e assets da empresa
- Revisar custos, despesas e montar planos para reduções
- Estudar e projetar cenários
- Avaliar os processos e a comunicação com os demais departamentos
- E o principal: ter atenção ao controle total do fluxo de caixa

Porém não basta fazer todo esse planejamento e não acompanhar... Os empresários devem ficar atentos e acompanhar de perto o desenvolvimento de cada um desses itens. Ricardo Pinto diz que empregar uma ferramenta pode ajudar a conduzir seus processos através de fluxos e que, em alguns casos, envolver fornecedores estratégicos e diferentes fontes de informações podem contribuir no processo.

A Plano Mais, por exemplo, é uma empresa que presta diversos serviços financeiros para empresas. Ela está há mais de 5 anos no mercado, tem especialistas na área e realiza toda a gestão financeira, para que os empresários não se preocupem com isso e se concentrem em outras questões. Além da estratégia, eles também fazem conciliação bancária, contas a pagar e receber, fluxo de caixa e análise de indicadores.

Outro ponto que merece atenção numa boa gestão financeira são as tendências. Elas podem trazer vários benefícios, como a simplificação das operações. Em 2022, fique de olho:

- Na análise preditiva de dados: a partir dessa previsão, é possível impulsionar os negócios com uma visão mais ampla do que acontece no setor financeiro. Com a democratização dos dados,

dá para ter uma melhor visibilidade dos gastos em tempo real, bem como ter os melhores recursos de previsão para maximizar o retorno sobre os investimentos realizados.

- Na próxima geração da computação em nuvem: com mais interfaces de usuário e dispositivos conectados em tempo real, esse investimento permite que a empresa funcione da melhor maneira possível, com organização e centralização de dados, o que ajuda a ter melhor controle financeiro.

- Na cibersegurança: 2021 foi um ano repleto de ataques cibernéticos e vazamentos de dados. A LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) também entrou em vigor. Por isso, em 2022 é importante intensificar a proteção de dados confidenciais.

A gestão financeira empresarial, com toda a certeza, ajudará a salvar muitos estabelecimentos e terá papel fundamental no crescimento de diversos negócios ao longo do próximo ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.